FANDOM


04/04 - O ENGANO DE MING

Khan Ming chega na taverna "A chave do Rei" eufórico por volta das 3 da manha fazendo muito barulho, gritando por Oror e companhia enquanto Bram, o taverneiro, tenta detê-lo. Todos acordam e encontram com Ming no corredor indo em direção ao quarto de Grundor. Ao abrirem a porta vêem Grundor em pé, de costas para a porta e de frente a janela no escuro, Oror tenta chama-lo mas ele não responde, ao se aproximar e acender uma tocha, Grundor pede para apagar pois a luz estava o incomodando muito, ele parece estar muito cansado, Ming então diz que havia se enganado com o machado, procurou em vários livros e não conseguiu encontrar nada com as mesmas características do machado/bracelete, é como se não houvesse dados sobre ele, Ming então pergunta sobre ter sentido uma aura igual a dele vindo daqui, Grundor parece estar extremamente exausto mas diz que Ming estava em sua visão, que havia 4 gigantes, e um humano muito parecido com o Ming, porém mais velho, ele parecia estar desmemoriado e confuso, Grundor diz estar faminto e Gehrim desce até o taverneiro em busca de algo para saciar Grundor. Enquanto isso, Hector da falta da Alice e vai acorda-la também, ao chegar em seu quarto, percebe que não estava trancado como de costume, e que não ha mais nenhum pertence ali há apenas um bilhete dizendo: "Desculpe, não podemos esperar mais...", após ler a carta Hector vai ao seu quarto ler os livros em élfico.

Gehrim nota que há um ferimento próximo a costela de Grundor e ao tocar para ajudar faz com que Grundor gritasse de dor e desmaiasse, Oror parte atras de um enfermeiro e sussurra para Gehrim ficar de olho em Ming que esta vidrado no bracelete de Grundor, quando Gehrim se distrai com algum barulho na janela ouve um ruido vindo de Ming e ao se virar para Ming o bracelete esta aberto em sua mão, Oror chega com o enfermeiro e vê esta mesma cena, Oror pergunta a Gehrim como?, e Gehrim fala que se destraiu e não viu. Ming então pede autorização para levar o bracelete para sua casa e estuda-lo, Oror diz que pode fazer isso ali mesmo, Ming retruca que não, pois precisa de seus livros, então Oror se propoe a ir com ele a sua casa e ajuda-lo, todos saem do quarto e Grundor fica com o enfermeiro. Antes de sair da sala, Oror procura pelo Ovo, o encontra na mochila de Grundor e entrega ao Gehrim.

No dia seguinte Grundor levanta e ao perceber que esta sem o bracelete sai de quarto em quarto querendo saber quem o tinha pego, encontra com Gherim no corredor que explica que o bracelete foi levado por Ming, então Grundor e Gherim partem em direção a casa de Ming, ambos mancando se esforçando ao máximo para correr, Hector percebe a bagunça e vai atrás dos dois, andando normalmente alcança eles com facilidade, ao chegarem na casa de Ming, Grundor vai entrando e encontra Ming desmaiado em meio a varios desenhos que parecem ter sido feitos pelo proprio ming, varios livros abertos e o bracelete ao seu lado, rapidamente ele pega o bracelete e ouve um grito estridente que acaba acordando Oror e começa outra discussão sobre o ocorrido com o bracelete, todos ainda desconfiados de que Grundor está escondendo algo, O grito vinha de Kako Ming que ao ver Grundor grita e desmaia. Grundor se irrita e diz que não vai mais falar sobre o bracelete, Hector é o único a apoia-lo e todos voltam a taverna. Grundor conta para todos sobre as plantas que estão no seu quarto e que são as mesmas que estavam no outro mundo, Gehrim as analiza mas nunca havia visto tais plantas antes, Grundor pede para alguem leva-las ao Ming. Grundor e Oror vai ao ferreiro para reparar seus equipamentos enquanto Gehrim fica na taverna projetando as novas defesas de Mirailha e Hector fica lendo os livros élficos que havia pegado com Gherim. Ao chegarem no ferreiro, Stonne pede a Grundor para ajuda-lo e poe ele para fazer algumas ferraduras enquanto isso Oror vai ao Alquimista e repoe seu estoque e avança eu conhecimento com alquimia. Após projetar as defesas, Gehrim vai ao rei Davi que aprova seu projeto e começa a construção das defesas, Gehrim então volta a taverna onde todos acabam voltando, durante a bebedeira Gehrim chama todos para o quarto para conversarem, ao chegarem no quarto Gehrim explica sobre o ovo, diz que a criatura ali dentro é similar aos lagartos que encontraram no vilarejo, que é uma criatura muito antiga chamada Dragão e que para choca-lo é necessario enterra-lo, mas ele diz também que não sabe se há um tipo certo de solo e nem por quanto tempo. Hector explica que estava lendo o livro de Gehrim e que no livro cita 4 arvores mágicas, uma para cada elemento e que de acordo com o Livro, existe a árvore da água, fogo, ar e terra, essas árvores são a fonte que controla a mana no planeta e que pra encontra-las deve-se seguir uma constelação que ele não tem conhecimento, então convence Grundor a ir com ele ao castelo, pois gostaria de estudar sobre esta costelação mencionada no livro.

Gehrim se oferece e passa algumas horas ajudando na construção das novas defesas desenvolvidas por ele enquanto Oror vai aos estabulos cuidar das montarias e prepara-las para a viagem e Grundor ajuda Hector a usar a biblioteca real.

Gabriel ajuda Hector a encontrar dados sobre a constelação e Hector faz com que ele solte informações sobre livros sobre magia, mas o mesmo fica com medo de mostrar ao Hector, que volta ao Rei Davi e após insistir consegue 2horas com os livros ocultos, Na biblioteca Gabriel abre um compartimento secreto e uma estante se desloga revelando uma passagem a uma sala cavernosa, nesta sala há escritas nas paredes que Hector não consegue destinguir, uma mesa de centro e uma estante com os livros cheia de adornos de ouro e prata. Hector pega um livro em élfico e passa o tempo estudando o mesmo, ao acabar o tempo ambos voltam a taverna, la o Hector passa a limpo o que leu nos livros.

Então todos decidem se preparar para ir em busca do mestre de Gherim, mas antes precisam passar em Asgard, na manha seguinte todos se preparam e parte para Asgard.

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.